Conforto, conforto & conforto – #EconoCronica

Meninas, hoje dia de EconoCrônica e decidi escrever sobre o tema de hoje, porque em menos de 1 dia ele pipocou de uma conversa com uma amiga e um post da Ana ! Vamos falar sobre conforto rs ! E Conforto na maneira de se vestir, e como isso foi mudando ao longo dos anos. Como tudo que escrevo, de situações que passo na minha vida, adoro ouvir a opinião de vocês pra saber se estamos alinhadas rs!

#EconoCrônica

Me lembro no auge dos meus 15 – 18 aninhos, o importante era estar bem linda, ghata da balada e isso podia me custar bolhas nos pés, frio miserável ou aquela manga que é tão justa que insiste em pegar nas axilas ( no suvaco mesmo haha! ooooo coisa que me incomoda!) . As vezes ia no banheiro sentar na privada pra tirar o sapato nem que fosse por 15 minutinhos haha, eita fase da sofrência hein! Mas tudo bem, tudo lindo tava felizona assim !

conforto

O tempo foi passando, comecei a namorar, as baladas diminuíram também…e comecei a reduzir o uso desses saltões, ai dei uma engordadinha, as roupas justas passaram a não fica boas também..todo processo começou aí! Ai de repente, fui pega pelo mundo corporativo ! Quase um Diabo Veste Prada de Tailleurs & Scarpins rs ! Ai voltamos pro desconforto do Scarpins, pro desconforto da calça social ( gente ODEIO calça social haha – por isso comprei 3 do Alexandre Herchcovith pra C&A, vestiu muito bem) e por voltamos a fase sem conforto novamente ….

Porém, depois de um tempo mais adaptada ao ambiente, um pouco mais madura, comecei a utilizar uma peça ou outra que tinha mais a minha cara e o conforto voltou gradualmente. Mas como ia trabalhar de carro, ainda dava pra ir com um saltinho ou outro…E assim foi nos meu anos de vida corporativa, uma sapatilha aqui, uma tshirt acolá, ainda mantendo o padrão formal mas começando a inserir peças do meu estilo e do meu gosto.

Com a mudança pro novo emprego, nova fase sem carro comecei a readaptar mais ainda meus looks. Como lá é um ambiente super informal, jeans liberado e etc, foi uma libertação pro tal do conforto rs! E devo dizer gente, quanto mais a gente abre a porta do conforto pra nossa vida, é muito díficil voltar ! Os saltos hoje em dia uso pra festas mais chiques, eventos rs…o resto, tudo na sapatilha e salto grosso. E as roupas então, não quero nada que me aperte, que seja justa que pegue nos bracinhos…hahah pago mais caro pra ter conforto!

E não é uma delícia se sentir confortável o dia todo, sem dores, bolhas ou apertos rs? Vocês se sentem assim também ?

Capture

 

Avião – Amor & Ódio – #EconoCrônica

Meninas, hoje é dia de Crônica! Amo escrever, e fico muito feliz como vocês gostam de ler! Hoje o tema é recorrente rs: Avião – Amor & Ódio

Bom, pra quem me acompanha e me conhece, sabe da minha ziquezira de voar né? Já até fiz video contando como ficou nervosa em voôs, antes e durante os mesmos haha!

#EconoCrônica

Mas ao mesmo tempo que quero distância desses bichões barulhentos e que me deixam tão insegura, eu sinto uma pontinha de amor por estar perto deles e por estar em aeroportos. E existem algumas razões por isso!

Viajar, alôoo quem não curte viajar? E Aviao se liga diretamente ao ato de viajar ! E mesmo que seja a trabalho, eu adoro conhecer lugar novo, tomar café de hotel, ver gente querida nas cidades que vou…enfim sempre tem algo bacana pra tirar de uma viagem a trabalho! E sobre férias, não preciso enumerar porque é bom certo? haha

Meu avô foi comandante de avião comercial e minha vó comissária. É ou não é uma boa razão pra me sentir pertinho deles? Não tinha algo que meu avô se orgulhava mais do que a profissão dele! Pilotou aviões quando eles eram bem pouco tecnológicos, e quando Congonhas era um aeroporto Internacional! E me lembro bem dele contando como aviões eram seguros, e como ele era muito feliz quando estava voando. Quando estou dentro de um avião ( como nesse momento) sempre me recordo dele, de como ele estaria feliz de estar pilotando esse avião e estar junto comigo ! E imagino minha vó, toda loira, de olhos azuis conquistando meu avô em pleno voô.

Avião - Amor & Ódio

Avião - Amor & Ódio

Acho que pelo fato de ter tido parentes tão próximos na aviação, tenho um respeito e admiração enorme por eles ( ei, se você conhecer algum, encaminhe este texto a ele/ela? Vou amar que eles saibam como fico aqui admirando eles no banco dos passageiros ) . Como tenho medo, já entro buscando conforto no olhar de todos os comissários, que em 99% das vezes é retribuido com um largo sorriso como se entendessem o que eu sinto. Além disso, essa mesma equipe, já me confortou e me acalmou diversas vezes durante crises de pânico no avião com muita atenção, delicadeza e carinho. Sou dessas que faz questão de prestar atenção em todos os anúncios da cabine pra valorizar cada palavra que eles dizem e respeitar o momento que estão falando. Além disso, sempre ao final do voo, quando esses comandantes heróis ( sério, pra mim todo mundo que trabalha em avião é herói) aparecem, faço questão de dizer meu obrigada, por me trazer ao local que preciso com segurança.

Então, eu aqui no avião, morrendo de medo, tentando me distrair com um texto rs…queria compartilhar com vocês o quanto gosto também de aviões e todos que trabalham com eles.

Espero chegar deste vôo mais uma vez em segurança 🙂 e continuamos assim, odiando, mas amando também ! ( EU CHEGUEIII!)

Ps- sério, adoraria que pilotos, comissarios, comandantes etc, lessem esse texto e soubessem quanto os admiro rs ! Sinto que como uma passageira não consigo demonstrar isso tudo a eles !

Capture

Sendo perfeita na imperfeição ? – #EconoCrônica

Tenho notado muito em redes sociais a quantidade de comentários nos mais diversos perfis, sempre criticando o peso, mais ou menos, a unha lascada, o cabelo bagunçado, o nariz avantajado, e por ai vai.

Mas ai também vejo muitos criticando o excesso de photoshop, falta de realidade e um mundo irreal. Aí fico meio perdida sabe rs. O que esse povo quer?

Ou talvez não queira nada não, só quer causar mesmo? Enfim, no caso da pessoa estar criticando a falta de perfeição, queria deixar meus pontos aqui rs.

Essa que vos fala, esta por uns 3 dias dirigindo sem parar, e agora aguarda um voo super atrasado no aeroporto. E ai me diz, dá pra estar perfeita aqui? Acho que não, pode até ser que dê, mas tô com preguiça de estar ajeitadinha refletindo perfeição.

Todas nós temos esses dias, alguns que queremos ser divas e outras que queremos ser a Penny depois da maratona dos jogos na internet . E aí, não tem problema nenhum em escolher o seu dia, o seu momento e se tiver afim de postar uma foto nesses dias, porque não ?

Mas aí que os justiceiros da internet correm pra te pegar! Pegam sua unha lascada, seu excesso de peso, seu cabelo meio desgrenhado. E estão com o indicador bem levantado pra te enfiar ele no nariz com uma opinião que as vezes vocês nem pediu. Poxa que chatice essa internet ! Todo mundo com a sua carapuça em forma de @ enchendo seus pacovás.

Eu ainda bem, passei por isso pouquissimas vezes, mas vejo a quantidade de pessoas que lidam com isso diariamente. Leio comentários que tenho vontade de entrar na briga, e dar uns pescotapas pra ver se a pessoa se toca !

Fico pensando porque a pessoa perde tempo escrevendo essas coisas, se poderia estar fazendo algo muito mais util nesse periodo. Ou ainda, se quer ficar navegando por ai, que tal emitir comentários que agreguem e espalhem o amor ?

Ninguém é perfeita 100% do tempo. Não cobre isso dos outros, e não cobre de você!

E vamos postar o que estivermos afim, fotos lindas, fotos mais ou menos…que tem carinho por você, quer te ver de todo jeito!

Capture

Quando o Multi Tasking dá errado – #EconoCrônica

Meninas, o texto de hoje já começa em clima de fracasso rs..Quero falar de algo que deu errado comigo , mas estou tentado melhorar !

Já ouviu falar de Multi Tasking? Palavra chique pra o famoso fazer tudo ao mesmo tempo! Sempre achei que fosse uma pessoa que se encaixasse nesse perfil, pois mexer no PC, ver séries, falar ao telefone e ainda tomar um suco – acreditava que dá sim pra fazer ao mesmo tempo!

Depois de muitas conversas não ouvidas, posts incompletos, cenas não vistas em séries e uma sensação de exaustão sem me dedicar 100% em nada, decidi que tava na hora de parar e refletir. Ainda para completar, depois de meu namorado me contar algo, e eu achar que tinha ouvido – mas não, não tinha – pois estava no celular, ele me comentou que apenas 2% da população consegue fazer mais de uma coisas ao mesmo tempo. Esbocei um sorriso falei, OBVIO QUE SOU ESSES 2% !  Mas não, sei que não sou especial nisso rs !

Esses dias que fiquei sozinha, dirigindo na estrada ( refletindo ao som de Safadão, Bruno e Barreto haha) pensei o quanto estava cansada e com a cabeça cheia de coisas. Coisas que não lembrava mais, tarefas inacabadas e uma atenção que não era dedicada para nada em especial .Tudo bagunçado e misturado. Pensei, e vi o quanto isso estava me fazendo mal! Essa rotina maluca, de fazer mil coisas ao mesmo tempo, de estar com Tablet, Celular e PC na mão ao mesmo tempo, está minando minha cabeça e meu foco.

Mas como resolver Econo? Eu não tenho a fórmula mágica porque isso é muito pessoal né? Mas eu tenho tentado…! A primeira coisa que apliquei no meu dia dia , que sei que muitas fazem, foi carregar um bloco e um lápis na bolsa. Nele anoto tudinho que me vem a cabeça, e revejo ao final do dia…itens de trabalho, do Econo, da vida… Com o Planner diario que ganhei da empresa, também tenho anotado muitas coisas que tenho de fazer no meu dia dia. Sei que muitas usam o celular, mas sou super antiga e amo escrever a lápis – gosto da minha letra sabe haha.

Quanto a atividades, por exemplo, nesse momento que estou aqui escrevendo esse texto, estou aqui. Não mexi no celular, não abri outra aba na internet. NADA. Estou focada escrevendo. E tenho tentado fazer isso com tudo sabe? No trabalho, determino algo, e faço até acabar. Quando estou com alguém, ou falando ao telefone, estou só ali, me focando na conversa e prestando muita atenção.

Sei que são coisas que todos nós sabemos, e algumas fazemos, mas colocar em prática para mim está sendo um super exercício de disciplina! Baixar a ansiedade, respirar e fazer uma coisinha de cada vez. O exercício de reduzir esse caos é recente, mas espero notar os resultados em breve 🙂

Posso garantir a vocês, que me sinto mais realizada ao fim de cada dia, pois vejo que o planejei pro dia tem sido feito ! Vamos ver se consigo manter isso né?

Vocês se sentem assim também? Me contem, amo ver que não estou sozinha rs !

Capture

Pretinho básico – #ColaboraEconomoda

Já dizia Coco Chanel: “Uma mulher precisa de apenas duas coisas na vida: um vestido preto e um homem que a ame”. Enquanto o homem que me ame não dá as caras, vou falar um pouco sobre o tal pretinho básico.

Pensar que o preto é uma cor básica atualmente é muito natural e, diga-se de passagem, mal consigo pensar em outra cor que fique tão bem para todos quanto o preto. Contudo, antes de ele ganhar esse ar glamoroso, o preto era usado somente pelas empregadas domésticas e viúvas.  A representação do luto na cor preta se deve a Rainha Vitória da Inglaterra, que após a morte de seu marido, Príncipe Alberto (1861), começou a usar peças pretas para simbolizar publicamente a sua perda. Tal costume logo atingiu as massas, que aderiram a “moda” ditada pela Rainha.

Porém, foi nas mãos de Coco Chanel que o vestido preto foi “descoberto” como uma peça básica no guarda-roupa feminino. Na época (entre guerras – década de 20), o vestido preto foi um escândalo pela sua modelagem e corte simples com um caimento até os joelhos. Chanel trouxe um quê de sofisticação a mulher e sempre inovou a moda feminina, seja por libertá-las dos corpetes, seja por trazer um pouco do estilo andrógeno para as peças femininas, como a blusa listrada dos marinheiros que integra nosso armário ainda até os dias de hoje. Devemos muito a ela, por ter criado a bolsa tira colo e o casaquinho de tweed (mas isso é um assunto para outra hora). ass

Enfim, o vestido lembrava a vestimenta de uma órfã e palpitam alguns que a razão por trás disso carrega um pouco da história de Gabrielle Chanel, abandonada por seu pai em um orfanato. De todo modo e resumindo a ópera, Coco Chanel fez o tubinho preto quando o grande amor de sua vida (por que sempre tem um homem na história?), o inglês Boy Capel faleceu em um acidente de carro (1926). Para representar seu luto cortou um vestido preto deixando o reto, leve e com movimentos. A proposta do vestido era que ele fosse versátil e acessível e por esse motivo a partir de então o vestido preto nunca mais foi o mesmo.

Portanto, se o melhor amigo do homem é o cachorro, o melhor amigo da mulher é um vestido preto, seja ele curto, longo, sexy, sóbrio. Ele é uma peça fundamental no guarda-roupa da mulher, tanto por ser bem democrática, como por permitir que a mulher se torne o que quiser com ele: formal ou descolada, sexy ou romântica, tudo a depender do corte e dos acessórios. Fora que ele é coringa quando falta inspiração para se vestir (#quemnunca) e ainda por cima dá aquela disfarçada nos quilinhos a mais.

1

Não é à toa que o pretinho básico se tornou ícone fashion e jamais saiu de moda. A versatilidade dele é que compõe o ingrediente essencial para torná-lo básico. E quando se diz básico não significa que ele só serve para ir à padaria comprar o pão de todo dia. Tudo influencia, corte, caimento, tecido. O legal é que fica fácil fazer sobreposições e se divertir com ele. Que fique aqui registrado meu (nosso, por que não?) agradecimento a Coco Chanel, por nos dar algo tão confortável e ao mesmo tempo tão chique e permitir que qualquer mulher vista algo simples em 5 minutos e sem muito esforço ficar bafo e elegante.

Beijos da Lu!

4 documentários para você refletir sobre a vida ! – #EconoFlix

Meninas, meu ultimo feriado foi muito produtivo haha! Invés de series, vi documentários no Netflix rs! Já comentei no Insta, mas vale a menção por aqui sobre 4 documentários para você refletir sobre a vida !

Todos disponiveis no Netflix 🙂 Os documentários passaram por alimentação saudavel, sustentabilidade do planeta, trabalho escravo e miséria rs ! Temas fortes ? Opa, sim! Por isso que são documentários para refletirmos ! Mas acho que um “tapa na cara” as vezes cai bem né? Quem quiser ver e ficar reflexiva no final de semana, só dar o play galerinhaa!

1-  Food Matters

Fala sobre nutrição, sobre medicina moderna e sobre o que ingerimos. Para você que come bem, talvez seja ok, mas como eu vivo comendo besteiras fiquei meio assustada rs !Esses abaixo são os capitulos do documentário, saca só o que o caras falam! Vish!

Captura de Tela 2015-10-15 às 20.52.22

BONUS: se quiser ver mais sobre alimentação, ainda tem o TED TALKS: mastigue isso ! eu vi os 4 primeiros! e choquei com o do Jamie Oliver !

Captura de Tela 2015-10-15 às 20.54.13

2 – Cowspiracy 

Nesse documentário prega o não consumo de carne, mas pelo lado de sustentabilidade do planeta, não de mal trato aos animais ( no final ele fala um pouco) . Sobre a questão da agua, desmatamento, por ai vai….não digo que irei parar de comer carne, mas que deu um baque quando vi isso, ai deu !

Captura de Tela 2015-10-15 às 20.58.11

3- The True Cost

Nossa, esse eu chorei. Chorei legal rs. Fala sobre a produção de roupas por paises pobres para redes de fast fashion. Fala sobre consumo desenfreado, roupas quase descartaveis sendo feitas a custa do sangue de outros. Ai super chocante, pensei em ate fazer uma cronica sobre isso, porque meus 6 meses sem compras me fizeram repensar muito sobre esse consumo desenfreado e sobre peças quase que descartaveis – TEM QUE VER ESSE rs!

 

4- Living on One Dollar

Essa fala sobre alguns estudantes americanos que passam 8 semanas vivendo como os habitantes de um vilarejo super pobre na Guatemala, com 1 dolar, ou menos ao dia ! Me emocionei também! Chorei rs! Como tem gente com tao pouco que mantem o sorriso e a caridade né? que coisa mais linda!

Captura de Tela 2015-10-15 às 21.06.58

Bom passado os documentários, queria sentar aqui, escrever mil cronicas sobre vacas, roupas e caridade rs! Mas como fujo de polemicas, e acho que a internet propicia isso, vou pedir para vocês assistirem e pra gente discutir depois 🙂

Espero de verdade que vocês gostem 🙂 e que toque o coração de vocês de alguma maneira!

E que a gente tenha na mente que sempre podemos fazer o bem, uma atitude simples , um gesto educado, um sorriso já pode melhorar a vida de alguém !

e obrigada a todas que me indicaram esses documentarios incriveis !

Um otimo final de semana a todas 🙂

Capture